Instalando o RealPlayer 11 no Ubuntu

Sempre que baixamos um filme na internet, esse geralmente encontra-se em formato .rm ou .rmvb, que são os formatos nativos do RealPlayer.

Daí, nós, usuários de linux, instalamos os codec’s multimídia (conforme ensino aqui) e qualquer player de vídeo irá reproduzir perfeitamente o tal filme com a extensão de arquivo supracitada.

Mas acontece que, nem sempre os outros players irão mostrar os vídeos com a mesma qualidade do player original. Daí a necessidade deste post. Vamos então instalar o RealPlayer 11:

1. Primeiro baixe o arquivo instalador aqui:

http://www.fileupyours.com/files/86672/instalar-realplayer.sh

2. Depois, clique com o botão direito do mouse no arquivo baixado, que é de 1Kb e, em “Permissões“, habilite-o para “executável“.

3. Chame o terminal e digite:

$ sudo su –

<senha>

4. No mesmo terminal, agora como root:

# sh instalar-realplayer.sh

5. O instalador irá perguntar se és realmente o “root“. Tecle <ENTER> confirmando. E aí começará o download do aplicativo, que deve ter cerca de 7,5 Mb.

6. Depois que ele baixar, começará as configurações, como por exemplo, onde deverá ser instalado. Por default, ele pede a instalação em /opt, que pode ser confirmado normalmente. Depois siga as demais instruções de instalação, bem parecidas com o sistema Windows, 😉 .

Instalando o Cairo-Dock no Ubuntu

O cairo-dock é uma barra de aplicativos animados que se coloca no desktop, ou seja, na área de trabalho, como se fosse um acesso rápido, um atalho para um determinado aplicativo.

É semelhante ao Mac OS X Dock, do sistema MacOS, ou Rocket Dock, para usuários Windows.

Ele compatível com o Beryl, Compiz ou Compiz-Fusion e também pode rodar nos ambientes Gnome, KDE e XFCE também.

O site oficial do projeto é:

http://www.cairo-dock.org/index.php

Vou ensinar aqui a maneira mais fácil, que é via repositório e serve para os seguintes sistemas:

Ubuntu Hardy 32/64 bits, Ubuntu Gutsy 32 e Ubuntu Intrepid 32/64 bits.

Então, vamos começar!

1. Em um terminal, digite:

$ sudo gedit /etc/apt/sources.list

Coloque a senha de usuário e acrescente uma das linhas abaixo, conforme o teu sistema:

deb http://repository.cairo-dock.org/ubuntu hardy cairo-dock

ou

deb http://repository.cairo-dock.org/ubuntu gutsy cairo-dock

ou

deb http://repository.cairo-dock.org/ubuntu intrepid cairo-dock

2. Agora vamos obter a chave GPG dos repositórios adicionados:

$ wget -q http://repository.cairo-dock.org/ubuntu/cairo-dock.gpg  -O- | sudo apt-key add –

3. Agora, para terminar:

$ sudo apt-get update

$ sudo apt-get install cairo-dock cairo-dock-plug-ins

Se quiseres ver screenshots, vá direto ao site do desenvolvedor:

http://www.cairo-dock.org/mc_album.php?a=3

Instalando BrOffice 3.0 Pt-BR no Ubuntu

O Ubuntu 8.10 Intrepid Ibex foi lançado no final do mês passado e diversas novidades vieram com ele, porém a suíte office permaneceu a mesma, ou seja, a versão 2.4.1.

Mas podemos mudar para a nova versão, a 3.0. Este tutorial pode ser utilizado em qualquer versão, tanto a Hardy Heron (8.04) quanto a Intrepid Ibex (8.10). Então vamos lá:

1. Primeiro baixe o aplicativo aqui, neste endereço:

ftp://www.broffice.org/stable/3.0.0/BrOo_3.0.0_20080930_LinuxIntel_install_pt-BR_deb.tar.gz

É só dar um clique no link ou, quem quer baixar via terminal:

$ wget -c ftp://www.broffice.org/stable/3.0.0/BrOo_3.0.0_20080930_LinuxIntel_install_pt-BR_deb.tar.gz

2. Agora temos que descompactar o programa. Faça isso em um diretório de sua preferência. Eu o fiz no diretório /tmp:

$ tar -zxf BrOo_3.0.0_20080930_LinuxIntel_install_pt-BR_deb.tar.gz -C /tmp

3. Para instalarmos o BrOffice, precisamos dos .deb, que são os executáveis. Para isso, vamos até eles:

$ cd /tmp/OOO300_m9_native_packed-1_pt-BR.9358/DEBS

4. Agora é só instalar todos os .deb desta página:

$ sudo dpkg -i *.deb

5. Pronto, agora estamos com o BrOffice 3.0 instalado, porém não está acessível pelo menu do Gnome. Para que este se torne acessível, vamos fazê-lo, mantendo a versão 2.4.1 também ativa (porém não no menu):

$ sudo gedit /usr/bin/oofice

Assim vamos editar o arquivo acima.

6. Coloque uma tralha “#” na segunda linha daquele arquivo e acrescente, logo na linha de baixo, o seguinte:

/opt/broffice.org3/program/soffice   “$@”

Salve o arquivo e saia.

Pronto! Agora você pode desfrutar do seu BrOffice.org 3.0!

Agora, se você quiser utilizar, por algum motivo, a versão anterior, digite em um terminal:

$ /usr/lib/openoffice/program/soffice

Se a tua versão antes instalada era o OpenOffice.org 2.4.1.

Até a próxima 😉